Sucessão familiar: como as grandes empresas se preparam para passar o comando adiante?

Entrevista exclusiva com o gerente de Marketing e E-commerce do Grupo Oscar, Renan Constantino

 

Sucessão familiar: além de fundar e administrar uma empresa, é preciso saber como manter o legado para as gerações seguintes, não é mesmo? Por isso, fui atrás de uma das maiores empresas da região no setor varejista para entender melhor como é passar o comando adiante e continuar crescendo.

 

No Blog Você Empreendedor desta quinta-feira você confere a entrevista exclusiva com o gerente de Marketing e E-Commerce do Grupo Oscar, Renan Constantino, que faz parte da segunda geração ao comando da rede que possui mais de 79 lojas, 1.500 colaboradores e mais de  500 mil clientes fidelizados.

 

Renan Constantino compartilhou comigo como foi o processo de entrada dele e de outras pessoas da família no comando do Grupo Oscar, as dificuldades e planos para o futuro. Aperta o play:

Mulheres Empreendedoras: Como organizar o tempo para trabalhar em casa?

Com uma visão muito mais equilibrada e clara de seu papel, cada vez mais as mulheres alcançam seu espaço no mercado. Esse espaço, muitas vezes, é preenchido por donas de casa que desejam complementar a renda, mas sem assumir um compromisso diário de horários, encaixando a tarefa de “empreendedora” na rotina doméstica, em busca de qualidade de vida e flexibilidade no seu próprio negócio.

Mas como conciliar e se preparar ? Separei dicas valiosas para você começar agora mesmo a se organizar. Confira:

Saiba quais são suas regras:

Por trabalhar em casa as mulheres perdem a noção de tempo e espaço e acabam tendo dificuldades para gerenciar tudo isso, enquanto quem trabalha fora tem mais facilidade de separar o trabalho da vida pessoal. Comece estabelecendo regras: horários para o início de término do trabalho, onde irá trabalhar, qual cômodo da casa. é preciso lembrar que divide seu espaço com a sua família.

Vista-se como se fosse trabalhar fora:

A ideia de trabalhar de pijama é muito convidativas, mas diminui, e muito, a sua produtividade.

Tenha metas:

Se você trabalha em casa é porque provavelmente tem contas para pagar ou porque tem algum desejo em mente para utilizar seus recursos. Coloque datas para esses objetivos e se organize para alcançá-los.

Saiba sua margem de lucro:

É muito fácil se perder nos custos da sua empresa, então tome cuidado para que no fim das contas você não acabe pagando para trabalhar. Marque cada pequeno gasto e investimento.

Não se torne uma ilha:

Além do contato com seus clientes e fornecedores, se concentre em manter uma comunicação com o mundo exterior. Através da televisão, internet ou até mesmo de encontros com outras mulheres que empreendem como você para ter novas ideias e ter uma motivação a mais para continuar.

5 livros para você ler, aprender e empreender

Não existe uma receita do sucesso para quem está abrindo seu próprio negócio, mas quanto mais você se dedicar para desenvolver habilidades, maior é sua probabilidade de prosperar. Uma boa forma de se capacitar é através da leitura. Por isso separei 5 dicas de livros que você precisa ler para aprender e empreender:

O Poder do Hábito

A chave para se exercitar regularmente, perder peso, educar os filhos, tornar-se mais produtivo, criar empresas revolucionárias e alcançar o sucesso é entender como os hábitos funcionam. O autor Charles Duhigg procura mostrar que, ao dominar esta ciência, todos podem transformar suas empresas e suas vidas.

A Ciência da Felicidade

Sonja Lyubomirsky, autora do livro, mostra suas estratégias de felicidade e apresenta o conceito de atividades intencionais que podem ser usadas para obtermos uma vida mais feliz. Essas atividades incluem técnicas para o exercício do otimismo com relação ao futuro, instruções sobre como saborear melhor os prazeres da vida aqui e agora, e uma explicação completa da importância de nos mantermos ativos para nos sentirmos felizes. A autora ainda nos ajuda a entendermos os vários obstáculos que boicotam nossa felicidade e como nos munir de força individual para superá-los.

A Bíblia de Vendas

Baseado nos princípios da educação e treinamento em vendas, o livro a Bíblia de Vendas procura fornecer através de conceitos e informações, conhecimentos necessários para atingir metas e resultados almejados. Inclui os 10,5 mandamentos do sucesso em vendas de Jeffrey Gitomer.

Inteligência Emocional

Aliando o rigor do cientista à experiência humana do psicólogo, o autor Daniel Goleman  busca examinar questões consideradas polêmicas através de uma viagem pelos labirintos da mente humana. Tendo o intuito de mostrar que o controle das emoções é fator essencial para o desenvolvimento da inteligência do indivíduo, o livro cita exemplos de casos do cotidiano que procuram demonstrar a incapacidade das pessoas em lidar com as próprias emoções, tendo como consequência a destruição de vidas e o abalo de carreiras promissoras.

Um ano com Peter Ducker

Um ano de curso de liderança, dividido em lições semanais curtas com base no programa de coaching de Peter Drucker, em publicações inéditas e em leituras selecionadas das obras clássicas do guru da administração, foi compilado por Joseph A. Maciariello, seu colaborador durante a vida toda. O livro destila a essência do programa pessoal de mentoria de Peter Drucker num curso de 52 semanas muito simples de acompanhar, explorando temas que Drucker considerava os mais importantes no desenvolvimento de lideranças. A sabedoria de uma vida inteira está concentrada num volume essencial que serve tanto a antigos admiradores de Drucker como a jovens executivos que irão descobrir agora o seu brilhantismo e a oportunidade inestimável de aprender com este grande mestre.

Jovem empreende e traz para o mercado cosméticos orgânicos, veganos ecruelty free

Tive o prazer de conversar com a Arielle Morimoto na última semana. Ela é formada em Ciência & Tecnologia na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), mas está dando um grande passo para iniciar uma nova empreitada como empreendedora. Arielle lançará nos próximos meses produtos inovadores que adorei conhecer: uma marca de cosméticos orgânico, vegano e cruelty free. A proposta é eliminar os testes em animais e utilizar apenas ingredientes sustentáveis.

Confira o nosso bate papo:

VS – Como e por que você se interessou em fabricar esses produtos?

AM: Eu fiz uma pesquisa para descobrir os produtos que eu gostava e como eu tenho psoríase, comecei a me interessar pela alimentação vegana e vegetariana. Minha irmã é nutricionista e fizemos alguns testes, e acabamos descobrindo que uma alimentação vegetariana e vegana diminuía minhas inflamações. Após a nova dieta, tive uma melhora tão grande no meu quadro que pensei que as pessoas também precisavam de cosméticos veganos e orgânicos para sentirem-se seguras.

VS – Todas as pessoas podem usar os produtos?

 

AM: Qualquer pessoa pode utilizar os cosméticos da marca, desde aquelas que possuem algum tipo de alergia, aos que seguem o estilo de vida vegano ou as que simplesmente se preocupam com a natureza e a sustentabilidade. O que eu gosto de enfatizar é que muitas mamães tem dificuldade em utilizar maquiagem, principalmente, durante a gestação e nos primeiros meses de vida do bebê, pois existem produtos com substâncias prejudiciais e toda nossa linha foi desenvolvida pensando em muitas situações como, pessoas que fazem quimioterapia. Estas, muitas vezes não podem utilizar maquiagem nesse momento tão delicado. A autoestima no processo do tratamento é relevante e pode ajudar e muito.

VS – O que podemos esperar dos novos produtos? 

 

AM: A pele é o nosso maior órgão do corpo e foi a partir deste pensamento que dei início no conteúdo dos produtos, foi a parte que mais gastei tempo até então: o design do logo e a inspiração na Sequência de Fibonacci, natureza, geometria e tecnologia. Foram mais de 400 designs apresentados até escolher um que atendesse as minhas expectativas. Quanto às embalagens, quis focar na sustentabilidade e por isso os materiais são recicláveis, biodegradáveis quando possível, e que permitem ser reaproveitados e customizados (como a paleta magnética de sombras com refil). A campanha tem como foco humanizar os produtos, de forma que os mesmos sejam vistos como um acessório para nossa pele, e não uma máscara transformadora de rostos. Faremos o lançamento em três fases: a primeira iremos trabalhar com nove produtos entre máscara cílios e sobrancelhas, delineadores líquidos, batom hidratante, lápis de olho e quarteto de sombras.

VS – Muitas vezes as marcas que oferecem produtos como os seus tem dificuldade de aliar os benefícios que eles proporcionam, com a oferta de cores e beleza que a gente procura em maquiagens. Como você espera atender essa demanda?

 

AM: Eu amo cores e só porque o produto é natural ele não precisa ser ‘boring’, sem graça. Escolhi as cores pelo impacto emocional que cada uma delas gera nas pessoas. Criei as paletas (de sombra) para que as pessoas conseguissem brincar com as cores e perder o medo de utilizar cada uma delas. As cores frias para quem tem uma personalidade mais forte e quer destacar o olhar. Me inspirei muito nas cores que eu já gostava de utilizar e incentivar as pessoas a ousar!

VS – Como serão as vendas dos produtos? 

AM: Via e-commerce e quero utilizar empresas diferentes de entrega para não depender exclusivamente de um meio de entrega. Em cerca de duas semanas as clientes já poderão ter acesso a esses produtos!

Mau comportamento nas redes sociais pode prejudicar sua imagem

Estudos revelam que o comportamento inadequado nas redes sociais podem atrapalhar candidatos à vagas de emprego e causam até demissão

As redes sociais são ótimas para mostrar o que as pessoas estão fazendo, festas que frequentaram, viagens e divulgar as mais diversas opiniões, não é mesmo?  No entanto, os usuários devem tomar alguns cuidados com o que é postado, porque isso pode afetar a imagem pessoal, principalmente aos olhos de departamentos de RH.

O comportamento nas redes sociais influencia muito na vida de um profissional, tanto para quem busca um emprego, quanto para quem busca uma promoção. Para os candidatos à vagas de emprego, a rede social será o primeiro contato entre recrutador e recrutado; para quem busca uma promoção, é como se a rede social fosse a vitrine do que o funcionário faz quando o chefe não está olhando.

Por isso listei algumas dicas importantes para não errar nahora de sair postando tudo na internet.

1 – Evitar postagens de assuntos polêmicos como política e religião. Além disso deve-se tomar cuidado com as piadas que podem agredir alguém. Lembre-se: o recrutador ou chefe está vendo nas redes sociais uma foto de momento e não o contexto.  Ele pode utilizar aquela postagem para avaliar quem você é.

2 – Cada rede social tem um código de conduta diferente. Você provavelmente não vai colocar no Linkedin, que é uma rede social mais corporativa, a mesma foto que colocaria no Facebook para interagir com seus amigos. Ter coerência e tomar muito cuidado nas hora das postagens de fotos, principalmente consumindo algum tipo de bebida alcoólica, é essencial. Elas são especialmente mal vistas e podem comprometer a imagem que as outras pessoas fazem de você.

Dicas para ter o perfil “perfeito”

  • Leia tudo o que você escrever como se estivesse de mal humor para entender como as pessoas podem receber sua postagem ou comentário;
  • Evite entrar naquela discussão sobre quem tem razão sobre determinado tema. Se nem pessoalmente isso ajuda imagina eternizar essa argumentação;
  • Cuidado! Tentar vender produtos ou serviços através do seu perfil nas redes sociais e ficar marcando os amigos em fotos que eles não estão;
  • Os mesmo conselhos de Facebook, Instagram e Linkedin valem para o Whatsapp. Cuidado com os grupos, com o excesso de mensagem nos grupos, com as correntes, etc, para não se tornar o chato do grupo;
  • Erros de português não são mais totalmente aceitáveis nas redes sociais, fique atento para não utilizar gírias palavrões.

 

5 dicas fundamentais para alavancar suas vendas

Vender é uma das atividades mais importantes para a empresa. Boas vendas, trazem bons lucros e consequentemente o crescimento do seu negócio. Mesmo que o empreendedor não seja um vendedor nato, é possível se dar bem nesta área com algumas ações fundamentais, como conhecer bem o produto e ter uma boa equipe de venda.

 

Sempre digo que os treinamentos de equipe nesses casos, são fundamentais, já que deixar o setor comercial sem formação, navegando sem rumo, abalará, certamente, as estruturas mais profundas da empresa em pouco tempo.

 

Vou apresentar à vocês 5 dicas fundamentais. Confira:

 

Seja multitarefa:

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e os profissionais de diferentes áreas estão descobrindo que ser bom e ser competente em sua área de conhecimento não é o suficiente para alcançar bons resultados em seus negócios. Por isso é preciso conhecer ferramentas para transmitir a mensagem desejada para o seu cliente, e efetivar as vendas. Uma dica é estabelecer metas e se organizar para cumpri-las.

 

Acredite no produto:

Quando os vendedores conhecem bem o estoque e os tipos de produtos oferecidos, fica mais fácil atender com sucesso a expectativa dos clientes. Ser coerente com o que diz é essencial nesta fase. Por exemplo, se você é nutricionista provavelmente seus pacientes esperam que você comprove os resultados que o paciente deseja quando te procura como profissional.

 

Aposte nas redes sociais:

Com as redes sociais é possível que sua mensagem chegue a um número maior de pessoas, e assim seu cliente pode chegar a você com menos dificuldade, criando um vínculo direto com seu produto. Mas vale lembrar que o conteúdo online pede planejamento e uma boa estratégia de divulgação, já que a informação é muito rápida, tanto para o bem da sua empresa, quanto para o mal.

 

Crie vínculo:

Falar a língua do seu cliente é essencial e criar vínculo com ele é fundamental. É preciso atende-lo e entender o problema, o que ele procura no seu produto. Ter um relacionamento mais próximo e personalizado faz com que ele sinta-se à vontade e assim você tem sucesso na venda.

 

 

Fidelize o seu consumidor:

Vender melhor inclui fidelizar o consumidor e convencê-lo a voltar. Uma das formas de fazer isso é ter o estoque pronto para atender a demanda. O cliente volta quando encontra o que procurava. O próximo passo para conquistar o seu público é investir em um atendimento impecável. Tão importante quanto a própria venda é o acompanhamento no pós-venda. Minha sugestão? Telefone ou mande um e-mail para saber se o produto atendeu as expectativas.

Como vender a si mesmo?

 

Aprendemos desde sempre que a humildade deve ser valorizada e por causa disso temos dificuldade de transmitir nossas qualidades. A maior parte dos meus clientes de coaching sabe detalhar cada um dos seus defeitos, mas tem uma dificuldade enorme em dizer o que tem ou que faz de bom. Claro, que junto aos nossos clientes conseguimos destacar o que nosso produto, serviço ou até mesmo nossa empresa tem de bom, mas no fim das contas não paramos para pensar nisso com clareza.

Na língua portuguesa e inglesa existe uma quantidade muito maior de palavras para expressar qualidades negativas de pessoas ou coisas, essa informação só demonstra a dificuldade que temos de exaltar o que temos de bom.

Quando você encontra alguém no elevador do seu prédio e a pessoa pergunta: “Com o que você trabalha?” Você consegue responder essa pergunta antes do elevador terminar sua viagem? Consegue fazer com que a outra pessoa se encante com o que ela escuta?

Que tal exercitarmos essa habilidade de falar coisas boas sobre nós mesmos?

  • Faça uma lista com todas as suas qualidades. Não seja modesto nessas horas, anote principalmente o que as pessoas dizem que você faz bem;
  • Não seja duro consigo mesmo. Muitas vezes quando cometemos um erro, tomamos essa situação como uma característica definitiva. Aceite como um episódio esporádico e se perdoe por isso;
  • Coloque suas qualidades em forma de resultado para as outras pessoas. Por exemplo, se você é fotógrafo de casamentos você é bom em registrar a felicidade das pessoas;
  • Crie uma frase simples! Não fique enfeitando, aumentando ou colocando palavras difíceis na sua apresentação. Quando você vende a si mesmo a informação deve ser clara e fácil de entender.

 

 5 Dicas para quem vende serviços

Nos últimos meses o mercado observou uma melhora de desempenho impulsionado principalmente pelo setor de serviços. Se você, como eu,  faz parte desse mercado sabe o quanto é difícil demonstrar a qualidade do que você oferece para as pessoas, por isso hoje vamos ter algumas dicas do que o seus clientes utilizam para julgar a qualidade do seu trabalho:

  1. Seu cartão de visitas. Se ele é bonito, a qualidade do papel é boa e principalmente se o design transmite o que você deseja. Ter certeza de que o seu cartão comunica o que você deseja é imprescindível para começar a fazer bons negócios.
  2. Suas roupas. Sim, suas roupas comunicam muito sobre quem você é. Se a sua empresa não tem um uniforme fique atento a maneira como você se veste. Aqui não tem certo e errado, mas coerência com o seu negócio e o ambiente em que você está. Existem excelentes profissionais que prestam serviço de consultoria de moda que podem te ajudar nisso.

 

  1. O local. Sabe quando você entra em uma loja e já tem ideia do preço das roupas pela decoração, luz, música, estilo, etc? Com o seu local de trabalho funciona da mesma maneira. O seu escritório, sua mesa de trabalho, o seu papel de parede ou até aquela rachadura crônica na sua parede está comunicando algo ao seu cliente e ele utiliza tudo isso para formular na mente dele quanto o seu trabalho vale.
  2. Seu comportamento. Não adianta nada seguir todas essas dicas e não ter um comportamento adequado. Se você trabalha em um mercado absolutamente formal seu vocabulário talvez precise ser um pouco diferente de quem consegue utilizar um tênis para trabalhar. Lembre-se que você é um conjunto de tudo isso e o seu cliente está observando esse conjunto.

 

  1. Site e redes sociais. Não dá para negar que eles existem e exercem grande influência sobre o seu cliente. Provavelmente antes de falar com você seu cliente já procurou por informações suas e/ou da sua empresa na internet. Por isso é tão importante assegurar que o conteúdo encontrado por lá seja interessante e relevante.