De porta em porta à loja física: como empreender com sucesso?

Daniela Bonkowski está à frente da boutique de calçados Emporium Bonk

Daniela Bonkowski é de Caçapava e começou vendendo sapatos de porta em porta e sempre observava em suas clientes a necessidade de mais conforto e variedade na hora de escolher aquele calçado ideal. Foi quando realizou seu grande sonho, ter sua própria loja de sapatos.

Em seu segundo endereço em São José dos Campos, na Vila Ema, em menos de um ano, a empresária me contou sobre como seu negócio, a loja de calçados Emporium Bonk, cresceu em tão pouco tempo e como ela lida com todos os desafios do empreendedorismo. Vem ver:

Freenlancer X Empreendedor: qual a diferença?

Já postei sobre o assunto no meu Instagram (@vfsantanna) e deu o que falar. Os trabalhos freelancers vêm se tornando uma alternativa cada vez mais procurada por profissionais que querem aumentar a renda, desfrutar de horários flexíveis ou desenvolver um plano B para a carreira – além, é claro, daqueles que são lançados à vida de autônomo não por escolha, mas por terem ficado desempregados.

As características se assemelham bem aqueles que querem se tornar empreendedor, não é mesmo? Mas, se você está apenas fazendo uma coisa aqui e outra alí, sem intenção, planejamento e pensamento no futuro, você não está empreendendo.

É ai que está a diferença. O empreendedor planeja, tem objetivos e metas, busca conhecimento que muitas vezes não estão dentro da sua área técnica de atuação, acompanha o mercado e também fica de olho na concorrência.

E, para você que quer deseja se transformar em empreendedor. Seguem algumas dicas: 

Faça um planejamento estratégico

Olhe sua empresa de cima para conseguir estabelecer os setores, suas atividade e como você vai dar atenção a cada uma delas e quando vai fazer isso. É a maneira como você vai administrar, o que você vai buscar e quais serão suas regras. Com isso em mente ( e no papel também) você visualiza o caminho que vai seguir. 

Rotina é essencial

É preciso estabelecer horários para trabalhar, claro que com uma flexibilidade bem maior. Você é o dono do seu tempo. Entender que a rotina vai dar a liberdade necessária para criar, inovar e, até mesmo, fazer outras atividades do seu interesse, é fundamental. Descubra em qual horário você produz mais e foque nele.

Tenha foco

Quando você direciona a sua energia e o seu intelecto para uma determinada área as chances de progredir são bem maiores. Uma dica interessante é, na hora de escolher uma área de atuação, focar e se especializar naquilo que você faz com maior desenvoltura.

Se informe

Antes de começar a trabalhar em qualquer área é preciso saber o que lhe espera. Você tem conhecimento daquilo que o mercado está precisando e que você está se propondo a ofertar?

Formalize-se

A formalização traz credibilidade. Um opção é optar pelo MEI (Microempreendedor Individual). Basta fazer um cadastro no Portal do Empreendedor do Governo Federal. Assim, você terá um CNPJ e poderá emitir nota fiscal do serviço prestado. Além disso, terá direito a benefícios previdenciários que, sem ser legalizado, não teria acesso.

Conheça seu mercado

É fundamental estudar o mercado e ficar por dentro das necessidades do seu público-alvo. Afinal, é para ele que você vai vender o seu trabalho. Não adianta sair atirando para todos os lados, pois além de ser desgastante é ineficiente.

Faça um planejamento financeiro

Ser o seu próprio chefe não significa que você irá ganhar dinheiro de forma instantânea. Prepare-se para os períodos de vacas magras. Como será o pagamento dos seus clientes? É preciso ter uma reserva financeira para auxiliar naqueles meses mais fraco.

Algumas dicas práticas para você começar hoje mesmo a organizar o seu trabalho:

  • Faça uma lista das tarefas que você precisa realizar;
  • Depois, divida cada uma dessas atividades em pequenas partes;
  • Por fim, inclua essas partes na sua semana até a finalização da tarefa;
  • Estipular prazos para a execução de cada atividade também ajuda assim como acompanhar o desenvolvimento de cada pequena parte cumprida.

Vale Empreende: A tecnologia a favor do seu negócio

A tecnologia na odontologia está transformando a realidade dos consultórios e do trabalho dos dentistas. Os procedimentos estão cada vez mais seguros, rápidos e indolores, uma evolução não só para os pacientes como também para os profissionais da área.

Um pesquisa da INSEAD, a principal escola internacional de negócios, em colaboração com a AT&T, mostra que as empresas que investem forte em novas tecnologias de informação podem dobrar suas chances de serem altamente competitivas – de 35% para 74%. Os resultados da pesquisa foram extraídos de respostas detalhadas por parte de altos executivos de 225 empresas multinacionais em toda a Europa, Ásia-Pacífico e América do Norte.

Na odontologia, novidades como as lentes de contato dentais e câmeras intra orais permitem que os profissionais da área realize seu trabalho de forma menos invasiva e bem mais eficiente.

E em São José dos Campos, a Klimm Digital – como já diz no nome – está a frente quando o assunto é tecnologia. Conversei com a dentista Juliana Ruza, que é sócia-proprietária do consultório odontológico – que me contou sobre toda essa robótica que implantou no seu negócios. Aperta o play:

Dicas fundamentais para definir seu público-alvo

Você sabe quem consome o seu produto ou serviço? Pois bem, muitos empresários ainda se perdem na hora de focar no seu público-alvo, pois não conhecem quem são.

O seu público-alvo possuir diversas características que podem indicar o seu maior e menor potencial de compra do seu produto ou serviço. E elas são de duas naturezas principais: demográficas e comportamentais.

Demográficas:

Quem são, onde moram, idade, estado civil, se têm filhos, com o que trabalham, quanto ganham;

Comportamentais:

Como vivem e o que fazem estas pessoas, por exemplo, o que compram, quanto gastam, entre outras características;

Dependendo do seu produto ou serviço algumas características são mais relevantes  podem mostrar  como elas impactam ou não na compra ou no interesse de seu público-alvo pela sua oferta.

Dicas fundamentais:

  1. Busque informações: conhecer o mercado onde você vai atuar ou onde atua é importantíssimo;
  2. Construa seu persona: com a compreensão real do que é a empresa e pesquisas é possível conectar os pontos para mapear um possível perfil. Com isso, é recomendado que se crie uma persona, ou seja, um cliente fictício com características, desejos e anseio por novidades;
  3. Faça ofertas tentadoras: não adianta nada ter todo o trabalho de encontrar a persona e não desenvolver produtos, serviços e campanhas de publicidade e marketing que realmente a atendam;
  4. Fale a linguagem do seu cliente: Quando você faz o trabalho de segmentar seu público, você deve prestar atenção na forma como eles escrevem e se comunicam. Seus canais de comunicação devem falar a mesma língua que seus clientes;
  5. Acompanhe as métricas: o comportamento do consumidor muda e as vezes o produto ou serviço que resolvia o problema do seu cliente há um ano, hoje já não resolve mais. É preciso estar em constante atualização e adaptação.

Mercado em ascensão: Fotografia New Born

Profissionais especializados em fazer o book de bebês começaram a se multiplicar nos últimos anos. No compasso da renovação populacional — em 2011, foram registrados 2,82 milhões de nascimentos, segundo o IBGE — foi gerada a tribo dos “fotógrafos de NewBorn”.

Mas não pense que é apenas ter uma câmera na mão e um estúdio à disposição. Quem atua na área garante que é preciso muito estudo e especializações, afinal, os fotógrafos estão lidando com uma criança que acabou de nascer.

E você quer conhecer esse trabalho? Conversei com o casal Douglas e Letícia, da Rebouças Fotografia, que me contou como é esse trabalho. Aperta o play:

Como alavancar as vendas com as datas comemorativas?

Neste ano houve um aumento de 1,9% nas vendas no comércio por conta do Dia dos Namorados, em comparação com o ano passado – a informação é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O Dia dos Namorados é hoje e você aproveitou a data para alavancar suas vendas? Aliás você já anotou no calendário todas as datas comemorativas que são importantes para o seu negócio?

Além das celebrações tradicionais, que beneficiam o mercado como um todo, há também aquelas datas exclusivas para quem vendo via e-commerce, como o Black Friday, por exemplo.

A mudança de estação também podem mudar o consumo do seu cliente. Você está atento a isso? O inverno chegou e qual a estratégia do seu negócio?

Uma data comemorativa é meio caminho andado para lucrar mais, afinal, a demanda está lá. Basta saber aproveitá-la.

Analise seu mix de produtos: identifique qual está mais adequado para aquela data ou estação e coloque-o em evidência;

Crie ações promocionais: todo mundo gosta de ganhar alguma coisa, seja um desconto, um brinde, um frete grátis – ações como essas ajudam a aumentar o seu ticket médio;

Divulgue – as: redes sociais estão ai para ser sua vitrine digital 24 horas por dia. Divulgar seus produtos e serviços é fundamental para vender mais;

Esteja preparado para a demanda: tanto do seu estoque quanto seus canais de atendimento, todos devem estar funcionando perfeitamente para que seu cliente tenha uma compra sem dores de cabeça.

Quer saber mais dicas de como aproveitar as datas comemorativas para vender mais? Me envie um e-mail [email protected]

Quer saber mais dicas de como aproveitar as datas comemorativas para vender mais? Me envie um e-mail [email protected]

Mercado Vegano cresce: mais consciência e mais consumo

Estima-se que no Brasil quase 5 milhões de pessoas já pratiquem o veganismo, um modo de viver resumido pelo não consumo de produtos de origem animal ou testados em animais. Alimentos, roupas, cosméticos, calçados e acessórios, entre outros ítens com estas características. Normalmente os seus adeptos têm motivações ideológicas e ambientais.

O movimento “vegan”, ou vegano, foi criado na Inglaterra em 1944 e vem ganhando espaço entre os brasileiros. Dados do Instituto Ipsos reforçam que 28% dos brasileiros têm procurado comer menos carne. Há sinais de que esse é um mercado em ascensão , segundo dados da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB). A entidade é responsável pela certificação de produtos veganos no Brasil, selo entregue mediante uma análise rigorosa da cadeia produtiva, com taxas que variam de R$ 300 a R$ 1 mil, dependendo do tamanho da empresa.

Em São José dos Campos, a empresária Camila Sanches, da Família Verde Vegana, decidiu atuar no mercado. A microempresa familiar e vegana, comercializa esses produtos e é a primeira do Vale do Paraíba neste gênero. Vem ver meu bate papo com a Camila que me contou tudo sobre como é atuar neste segmento:

Como fazer um planejamento financeiro?

Você já não teve a impressão de que o dinheiro cai na sua mão e o vento leva? Entra na carteira, na conta, e some? Você não está sozinho. Uma pesquisa feita recentemente mostrou que metade dos brasileiros não consegue poupar dinheiro e o principal motivo apontado pelos entrevistados é a falta de dinheiro.

Mas, calma! Eu garanto que com um pequeno esforço é possível começar a poupar.

Veja os primeiros passos para começar agora a se planejar financeiramente.

Entenda suas finanças

Cada pessoa gasta seu dinheiro da sua própria forma, óbvio. Enquanto alguns têm facilidade para poupar, outros sempre cedem às compras por impulso e acabam ficando no negativo. O primeiro passo é entenda como funciona suas finanças pessoais. Você gasta mais do que ganha? Tem reserva de emergência? Tem dívidas?

Seja realista

Neste momento, é importante ser realista. Não adianta estipular o objetivo de juntar R$ 200 mil em um ano se seu salário é de R$ 1 mil, certo? Procure pensar em algo possível de ser alcançado e desmembre o objetivo em metas de curto prazo.

Se organize

Quando você sabe quanto ganha, quanto gasta e, especialmente, onde gasta, consegue saber onde é possível – e preciso – cortar despesas, além de identificar potenciais de economia. Que tal começar anotando todas saídas?

Dúvidas e mais informações sobre o assunto, me envie um e-e-mail: [email protected]


A importância do conteúdo digital para a sua empresa

Armindo Ferreira é jornalista, influenciador digital e consultor de novas tecnologias

Não é segredo para ninguém que o consumidor está cada dia mais apaixonado pelo universo digital. O marketing digital ganha muita relevância para as marcas que estão atentas a isso e estar inserido neste ambiente “internético” é fundamental para a sobrevivência do seu negócio.

Mas como criar esse conteúdo de forma assertiva? Conversei com o consultor de novas tecnologias, redes sociais e assuntos ligados a internet, Armindo Ferreira, que no bate papo no canal Vale Empreender, do jornal O Vale deus dicas valiosas sobre conteúdo, posicionamento e parcerias com influenciadores digitais.

Confira:

Compromisso X tarefa: entenda a diferença

O planner é uma ótima opção para organização do seu planejamento diário

Estamos falando muito sobre administração de tempo nos últimos posts e também tenho discorrido bastante sobre o assunto no meus encontros e workshops.

Para uma vida pessoal e profissional bem planejada é preciso entender a real diferença entre compromisso e tarefa. Depois que ler esse post, aposto que muitas luzes ascenderão na sua cabeça. Vamos lá?

Compromisso é aquilo que tem dia e horário para acontecer. Ele pode envolver outras pessoas, ou não. Por exemplo: você tem um compromisso ao marcar um horário para ir ao médico, para jantar com aqueles amigos e para se encontrar com aquele cliente para uma reunião de negócios. O compromisso é agendado, logo ele está fácil de ser visualizado quando anotado, seja na sua agenda de papel, no seu post it ou na agenda digital no celular. Com ele visível, é possível remanejar os horários conforme necessário de acordo com a importância de cada evento que surge.

Tarefa é algo que exige uma ação, algo que você precisa fazer. É a famosa lista de check list que precisa ser riscada no final do dia, da semana ou do mês. A dica é anotar todas as ações em uma folha, despertador do celular, o que for melhor para você. Tendo a sua lista de tarefas visível você pode organizá-la de diversas formas. O importante é lembrar que todas elas te levarão mais perto do seu objetivo (seja comprar um novo carro ou fazer aquela viagem, ou até mesmo faturar mais naquele mês). E vale lembrar: imprevistos acontecem e se você planejar seu dia do começo ao fim, sem intervalos, algo pode dar errado. Uma pausa no trabalho cai bem 😉

Depois desse texto fica mais fácil elaborar a agenda, não é mesmo? Me conte sua experiência nos cometários e se tiver alguma dúvida se conecte comigo pelo e-mail [email protected] ou instagram @vfsantanna