Tendência: mercado de alimentação saudável é aposta de empreendedoras

Vivendo um intercâmbio cultural entre Portugal e Brasil, as empresárias Camila Medici e Geisa Richetti vão comandar a Mandí – cozinha criativa

Não é de hoje que vemos o crescimento das opções saudáveis no nosso dia a dia, principalmente quando falamos de alimentação. A crescente busca por alimentos mais naturais, orgânicos, livres de conservantes e outros aditivos químicos, tem ganhado espaço em meio a empreendedores dispostos a investir.

Se antes o consumo de alimentos saudáveis e integrais era feito exclusivamente por um público com maior poder aquisitivo, hoje, já é possível enxergar uma disseminação desses produtos, e a alta da demanda tem incentivado o surgimento de lojas naturais, espalhadas por diversos bairros das cidades.

Os empresários que reconhecem esse segmento como um bom mercado para investir, com certeza acerta! Mas é claro que é preciso fazer diferente, não é mesmo? Afinal são muitas as novas opções.

Em São José dos Campos, as amigas Camila Medici e Geisa Richetti, estão prontas para abrir a Mandí – cozinha criativa, que irá  atender ao público de todo Vale do Paraíba, com serviço que serviço que alia praticidade a uma alimentação saudável nos principais estabelecimentos do ramo, como academias, lanchonetes e cafés.

“A ideia é oferecermos atendimento altamente personalizado e ágil, e também serviço delivery com opções de entregas semanais. Serão lanches e refeições saudáveis, segura para celíacos e alérgicos, pois não possuem glúten, lácteos ou contaminação cruzada, além de opções veganas”, conta as empresárias.

E saber como acontece a organização inicial da empresa é bastante curioso, não é mesmo? Ainda mais quando uma das sócias vai comandar a empresa de outro país. Um baita desafio.

Por isso, é claro, que fui bater o papo com as meninas para saber o que elas estão tramando por ai. Confira meu bate-papo :

Vivian Sant’Anna: Quando e porque surgiu a ideia de criar a Mandi?

Camila Medici:  A criação da Mandí tem muita relação com o nosso encontro! Eu e a Geisa temos uma grande amiga em comum. Por meio dela, nos conhecemos. Porém, por muito tempo, o nosso contato foi a distância, já que cada uma morava em um lugar. Ano passado, fiquei sabendo que a Geisa (que morava em Florianópolis), estava de mudança para São José dos Campos, em busca de novas oportunidades. Nesse mesmo período, eu estava no Brasil (venho algumas vezes ao longo do ano) e então, a gente se conheceu pessoalmente e descobrimos que tínhamos muita coisa em comum e o mesmo propósito de projeto. Queríamos entrar em um negócio que tivesse uma finalidade saudável, alinhado com o nosso estilo de vida.  Então, com a expertise de cada uma, sentamos e amarramos alguns pontos. Com isso, em menos de um mês fechamos sociedade e já decidimos colocar em prática o andamento e a criação da empresa.

Vivian Sant’Anna: Qual a missão da Mandí?

Geisa Richetti: Assumimos com o mercado a missão e o dever de oferecer produtos de elevada qualidade! Todos os produtos são orgulhosamente produzidos por nós, a partir das mais exigentes condições de segurança e higiene alimentar, desde a seleção dos fornecedores de matérias-primas até o produto final.

Vivian Sant’Anna: Como vocês a gerenciam, em vista que uma das sócias fica em outro país? Como é essa divisão de tarefas?

Camila Medici: Hoje em dia a comunicação é bem tranquila, conseguimos fazer negócios de qualquer lugar do mundo, só precisamos de uma boa internet. Nessa primeira fase, da construção e criação da empresa, estamos sempre conversando e decidindo as ações juntas. Com o tempo, a tendência é:  a Geisa ficar frente a concepção dos produtos, organização do dia a dia, e eu da parte administrativa e financeira.  É importante destacar, que quando sentimos a necessidade, também buscamos formas de estarmos juntas. Foi o que aconteceu recentemente. A Geisa veio para Portugal para amarrarmos alguns pontos, como por exemplo, a finalização do cardápio. Fizemos juntas um estudo de campo, percorremos diferentes estabelecimentos dos mais simples aos requintados. Com isso, ganhamos mais técnicas que com certeza irão agregar benefícios ao nosso trabalho. Nosso próximo encontro será no Brasil, em março, com a inauguração da Mandí.

Vivian Sant’Anna: O que é mais difícil de se fazer quando há a distância física do negócio?

Geisa Richetti: Com certeza provar os produtos.  Fora isso, temos uma comunicação muito boa, e qualquer dúvida ou problema que aparece, já resolvemos.  O fuso de Portugal também ajuda, é de somente duas horas, então conseguimos conversar boa parte do dia.

Vivian Sant’Anna: Atuar no mercado saudável sempre foi a ideia?

Geisa Richetti: A Camila já foi atleta, tem uma alimentação bem natural e treina bastante. Então, o saudável já faz parte do dia a dia. Já eu, entrei nesse mundo por meio da necessidade de melhorar a alimentação dos meus filhos.

Vivian Sant’Anna: Quais as maiores dificuldades que encontraram para construir a empresa?

Camila Medici: Abrir uma empresa requer muitas ações. Então, como também vamos ter um espaço físico, para a produção e andamento da empresa, ultimamente o que tem sido mais difícil são os prazos da prefeitura. Infelizmente eles têm muita demanda atrasada, então temos que esperar esses prazos para poder dar entrada em diversos documentos.

Nota da Vivian:

Os números para o mercado de alimentação saudável são mesmo animadores. A crescente do faturamento dessas empresas é acompanhada, assim como o aumento do público que as consome. Fica a dica para quem quer empreender. Mas lembre-se é preciso pensar diferente. Trazer novidades e sempre lembrar da pergunta: Qual problema vou resolver par ao meu cliente?

Outro ponto: se você quer empreender à distância a dica são duas primordiais: Tenha um equipe de confiança e use e abuse das tecnologias. Hoje com a internet em mãos não há distância. Converse, planeje, execute e tudo dará certo 😊

Uma ideia sobre “Tendência: mercado de alimentação saudável é aposta de empreendedoras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *